Presidente da Caixa confirmou nesta terça-feira (11) que governo vai distribuir R$ 7,5 bilhões do lucro do FGTS a trabalhadores

O Conselho Curador do FGTS se reúne nesta terça-feira para autorizar a distribuição de R$ 7,5 bilhões do lucro registrado pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço em 2019 entre os trabalhadores.

Quem terá direito ao FGTS Emergencial


Serão beneficiados todos os cotistas com saldo na conta vinculada em 31 de dezembro de 2019. A Caixa Econômica Federal tem até o fim deste mês para efetuar o crédito nas contas do FGTS, de forma proporcional ao saldo. 

O montante que será repartido entre os cotista representa uma rentabilidade de 4,90% em 2019, com ganho real (acima da inflação) e da poupança. 

Tradicionalmente, as contas vinculadas ao FGTS são remuneradas a 3% ao ano, mais TR (Taxa Referencial), atualmente zerada. 

Essa rentabilidade já supera outros tipos de aplicação, diante da queda na taxa de juros básica da economia (Selic). 

Com a Selic em 2% ao ano, a opção de 3% em 12 meses já é maior do que a da poupança e a dos títulos do Tesouro, por exemplo. 

O saque de R$ 500 por conta ativa e/ou inativa, autorizado em meados do ano passado para estimular a economia, ajudou a reduzir as disponibilidades do FGTS. Além disso, todo o lucro auferido em 2018 foi distribuído.

Como consultar o saldo

Como nem todo o mundo pode esperar esse tempo para ter acesso ao dinheiro, é importante instalar o aplicativo Caixa Tem, disponível para Android e iOS. 

Com ele é possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code, por meio de mais de nove milhões de maquininhas de cartão espalhadas por todo o Brasil. 

O trabalhador também poderá realizar o pagamento de contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral.